top of page

O Feminismo e a Escritura



É possível uma mulher cristã ser feminista?

O feminismos se harmoniza com a Escritura?

A mulher cristã deve ser norteada pelo feminismo ou pela Escritura?

A Escritura é machista como afirma o feminismo?

Tudo o que o feminismo defende Deus aprova?


Essas e outras perguntas serão respondidas neste artigo. Todavia antes disse vamos entender o que é feminismo.


O que é feminismo?

Feminismo "é o movimento daqueles que preconizam a ampliação legal dos direitos civis e políticos da mulher, ou a equiparação dos seus direitos aos do homem".

(Dicionário Aurélio).


Feminismo "é um conjunto de movimentos políticos, sociais, ideologias e filosofias que têm como objetivo comum: direitos equânimes (iguais) e uma vivência humana por meio do empoderamento feminino e da libertação de padrões opressores patriarcais, baseados em normas de gênero. Envolve diversos movimentos, teorias e filosofias que advogam pela igualdade entre homens e mulheres, além de promover os direitos das mulheres e seus interesses".

(Wilkipédia).


A história do feminismo.

"De acordo com Maggie Humm e Rebecca Walker, a história do feminismo pode ser dividida em três "ondas". A primeira teria ocorrido no século XIX e início do século XX, a segunda nas décadas de 1960 e 1970 e a terceira na década de 1990 até a atualidade. A teoria feminista surgiu destes movimentos femininos[8][9] e se manifesta em diversas disciplinas como a geografia feminista, a história feminista e a crítica literária feminista.

O feminismo alterou principalmente as perspectivas predominantes em diversas áreas da sociedade ocidental, que vão da cultura ao direito. As ativistas femininas fizeram campanhas pelos direitos legais das mulheres (direitos de contrato, direitos de propriedade, direitos ao voto), pelo direito da mulher à sua autonomia e à integridade de seu corpo, pelos direitos ao aborto e pelos direitos reprodutivos (incluindo o acesso à contracepção e a cuidados pré-natais de qualidade), pela proteção de mulheres e garotas contra a violência doméstica, o assédio sexual e o estupro, pelos direitos trabalhistas, incluindo a licença-maternidade e salários iguais, e todas as outras formas de discriminação".

(Wilkipédia).


Em que contexto o feminismo se harmoniza com a Escritura?

O feminismo se harmoniza com a Escritura quando busca o direito da mulher votar, ganhar o mesmo salário realizando o mesmo trabalho que os homens, ter acesso a educação e as universidades, e, por fim, desfrutar dos mesmos direitos que os homens desfrutam.


Em que contexto o feminismo não se harmoniza com a Escritura?

O feminismo não se harmoniza com a Escritura quando deseja que o mundo seja visto e vivido a partir da perspectiva feminina.


A Escritura nos ensina que devemos ver o mundo de acordo com a perspectiva divina, e não humana.


O feminismo não se harmoniza com a Escritura quando critica a sociedade dizendo que ela é patriarcal e machista.


Mas uma vez neste contexto o feminismo não quer aceitar o papel do homem e da mulher como Deus estabeleceu.


O feminismo não se harmoniza com a Escritura quando acusa o cristianismo de colocar uma servidão nas mulheres.


Na verdade o cristianismo ensina a responsabilidade da mulher no casamento que é de submissão ao seu esposo por ser ele o líder da família. Isso não quer dizer que a mulher é uma escrava e que deve fazer tudo o que o marido manda.


O feminismo não se harmoniza com a Escritura quando ataca a igreja cristã de ensinar que a mulher deve se submeter ao seu marido.


Na Escritura, tanto a mulher como o marido têm responsabilidades no casamento. A mulher tem a responsabilidade de respeitar e se submeter a liderança do marido, e o marido tem o dever de amar a sua esposa como Cristo amou a igreja e como ama a si mesmo.

A mulher que é amada pelo seu marido naturalmente se submeterá a sua liderança, pois sabe que seu marido está cuidando dela e dos seus filhos.


O feminismo não se harmoniza com a Escritura quando acusa a Bíblia de ser machista.


A Escritura não é machista, ela apenas revela o papel do homem e da mulher. Isso não torna o homem superior ou melhor que a mulher.


O feminismo não se harmoniza com a Escritura quando exige uma revisão completa da Bíblia, denominando Deus de Sofia, retirando o “ele” quando se refere a Deus, alterando o Filho de Deus para a criança de Deus.


A Escritura não pode ser alterada por motivo algum. A própria Escritura já diz que maldito será aquele que acrescentar ou retirar alguma coisa da Escritura.


A Escritura não pode ser distorcida para se moldar a uma ideologia, filosofia ou interesses humanos. A Escritura é a Palavra de Deus e deve ser apenas aceita pelo homem.


O feminismo não se harmoniza com a Escritura quando quer uma Bíblia sem gênero.


Certamente isso será impossível.


O feminismo não se harmoniza com a Escritura quando Inverte o papel do homem e da mulher estabelecido por Deus desde a criação.


Não é possível inverter o papel do homem e da mulher. Quando isso ocorre o resultado será desastroso.


O feminismo não se harmoniza com a Escritura quando apoia o aborto e a homossexualidade.


A Escritura condena o aborto e a homossexualidade.


O feminismo não se harmoniza com a Escritura quando afirma que e o problema da mulher é o homem.


É verdade que para algumas mulheres o problema é o homem. No entanto, a Escritura nos revela que o real problema não é o homem, mas o pecado, pois é o pecado que leva o homem a agredir, violentar, assediar, explorar e matar a mulher. Do mesmo modo que homens comentem esses pecados, as mulheres também fazem o mesmo com os homens e a razão é a mesma, isto é, o pecado.


Agora vamos ver o que a Escritura diz sobre a mulher.

Ao examinar a Palavra de Deus vamos descobrir que:


A mulher tem a mesma dignidade e valor que o homem tem.

Diferente do que afirma o feminismo, a Escritura nos mostra que:


A mulher foi criada à imagem e semelhança de Deus (Gn. 1.127).


“Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou”.


Tanto o homem quanto a mulher foram criados por Deus segundo à sua imagem e semelhança.


A mulher foi criada por Deus para ser companheira e ajudadora do homem (Gn. 2.18).


“Então o Senhor Deus declarou: ‘Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda’”.


Este texto nos mostra que a mulher foi criada por Deus para ser companheira e auxiliadora do homem.


A mulher foi objeto da graça de Deus sendo usada para gerar o Filho de Deus (Lc. 1.28-31).


“O anjo, aproximando-se dela, disse: "Alegre-se, agraciada! O Senhor está com você! "

Maria ficou perturbada com essas palavras, pensando no que poderia significar esta saudação.

Mas o anjo lhe disse: "Não tenha medo, Maria; você foi agraciada por Deus!

Você ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Jesus”.


Eva foi enganada por Satanás e comeu do fruto proibido dando também ao seu marido, causa desta forma a queda da humanidade. Maria, porém, foi agraciada por Deus e gerou no seu ventre pelo poder do Espírito Santo o Salvador dos pecadores.


A mulher estava entre os discípulos de Cristo (Lc. 8.1-3).


“Depois disso Jesus ia passando pelas cidades e povoados proclamando as boas novas do Reino de Deus. Os Doze estavam com ele, e também algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e doenças: Maria, chamada Madalena, de quem haviam saído sete demônios;

Joana, mulher de Cuza, administrador da casa de Herodes; Susana e muitas outras. Essas mulheres ajudavam a sustentá-los com os seus bens.


Algumas mulheres foram libertas por Cristo, passaram a segui-lo e sustentá-lo com seus bens.


A mulher adúltera de Samaria dialogou com Jesus, foi evangelizada e salva pelo mesmo (Jo. 4.1-26).


“1Os fariseus ouviram falar que Jesus estava fazendo e batizando mais discípulos do que João, 2embora não fosse Jesus quem batizasse, mas os seus discípulos. 3Quando o Senhor ficou sabendo disso, saiu da Judeia e voltou uma vez mais à Galileia.

4Era-lhe necessário passar por Samaria. 5Assim, chegou a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, perto das terras que Jacó dera a seu filho José. 6Havia ali o poço de Jacó. Jesus, cansado da viagem, sentou-se à beira do poço. Isto se deu por volta do meio-dia.

7Nisso veio uma mulher samaritana tirar água. Disse-lhe Jesus: “Dê-me um pouco de água”. 8(Os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida.)

9A mulher samaritana lhe perguntou: “Como o senhor, sendo judeu, pede a mim, uma samaritana, água para beber?” (Pois os judeus não se dão bem com os samaritanos.)

10Jesus lhe respondeu: “Se você conhecesse o dom de Deus e quem está pedindo água, você lhe teria pedido e dele receberia água viva”.

11Disse a mulher: “O senhor não tem com que tirar água, e o poço é fundo. Onde pode conseguir essa água viva? 12Acaso o senhor é maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, do qual ele mesmo bebeu, bem como seus filhos e seu gado?”

13Jesus respondeu: “Quem beber desta água terá sede outra vez, 14mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Ao contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna”.

15A mulher lhe disse: “Senhor, dê-me dessa água, para que eu não tenha mais sede, nem precise voltar aqui para tirar água”.

16Ele lhe disse: “Vá, chame o seu marido e volte”.

17“Não tenho marido”, respondeu ela.

Disse-lhe Jesus: “Você falou corretamente, dizendo que não tem marido. 18O fato é que você já teve cinco; e o homem com quem agora vive não é seu marido. O que você acabou de dizer é verdade”.

19Disse a mulher: “Senhor, vejo que é profeta. 20Nossos antepassados adoraram neste monte, mas vocês, judeus, dizem que Jerusalém é o lugar onde se deve adorar”.

21Jesus declarou: “Creia em mim, mulher: está próxima a hora em que vocês não adorarão o Pai nem neste monte, nem em Jerusalém. 22Vocês, samaritanos, adoram o que não conhecem; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus. 23No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura. 24Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”.

25Disse a mulher: “Eu sei que o Messias (chamado Cristo) está para vir. Quando ele vier, explicar