top of page

A Segunda Vinda de Cristo

Atualizado: 20 de mai. de 2021


A Escritura fala sobre a segunda vinda de Cristo?

Como a Escritura descreve a segunda vinda de Cristo?

A segunda vinda de Cristo será um evento único?

Quais são os sinais que precederão a segunda vinda de Cristo?

Quando será o dia da segunda vinda de Cristo?

O que ocorrerá na segunda vinda de Cristo?

Como será a segunda vinda de Cristo?


Toda as perguntas acima serão respondidas de modo claro, simples e objetivo neste artigo.


A Escritura fala sobre a segunda vinda de Cristo?

Sim!


Examinando algumas passagens bíblicas vamos perceber que:


Jesus comentou sobre a sua segunda vinda (Mt. 24.30).


“Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as nações da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com poder e grande glória”.


Os anjos falaram sobre a segunda vinda de Cristo (At. 1.9-11).


“Tendo dito isso, foi elevado às alturas enquanto eles olhavam, e uma nuvem o encobriu da vista deles. E eles ficaram com os olhos fixos no céu enquanto ele subia. De repente surgiram diante deles dois homens vestidos de branco, que lhes disseram: “Galileus, por que vocês estão olhando para o céu? Este mesmo Jesus, que dentre vocês foi elevado aos céus, voltará da mesma forma como o viram subir”.


Os apóstolos falavam sobre a segunda vinda de Cristo quando pregavam o evangelho (At. 3.19,20).


“Arrependam-se, pois, e voltem-se para Deus, para que os seus pecados sejam cancelados, para que venham tempos de descanso da parte do Senhor, e ele mande o Cristo, o qual lhes foi designado, Jesus”.


Os apóstolos ensinavam em suas cartas sobre a segunda vinda de Cristo (1 Ts. 4.13-17).


“Irmãos, não queremos que vocês sejam ignorantes quanto aos que dormem, para que não se entristeçam como os outros que não têm esperança. Se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, cremos também que Deus trará, mediante Jesus e com ele, aqueles que nele dormiram. Dizemos a vocês, pela palavra do Senhor, que nós, os que estivermos vivos, os que ficarmos até a vinda do Senhor, certamente não precederemos os que dormem. Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que estivermos vivos, seremos arrebatados com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre”.


Como a Escritura descreve a segunda vinda de Cristo?

A Escritura descreve a segunda vinda de Cristo de três formas:


Revelação – apocalupsis – a revelação de Cristo (1 Co. 1.6,7).


“porque o testemunho de Cristo foi confirmado entre vocês, de modo que não falta a vocês nenhum dom espiritual, de modo que não falta a vocês nenhum dom espiritual, enquanto vocês esperam que o nosso Senhor Jesus Cristo seja revelado”.


Manisfestação – epiphaneia - a manifestação de Cristo (2 Ts. 2.8).


“Então será revelado o perverso, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e destruirá pela manifestação de sua vinda”.


Presença – parousia - a presença de Cristo (Mt. 24.27,37).


“Porque assim como o relâmpago sai do Oriente e se mostra no Ocidente, assim será a vinda do Filho do homem”.


“Como foi nos dias de Noé, assim também será na vinda do Filho do homem”.


A segunda vinda de Cristo será um evento único?

Sim!


A Escritura fala sobre a vinda do Senhor, o dia do Senhor e a sua manifestação como o mesmo evento (2 Ts. 2.1,2,8).


“Irmãos, quanto à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele, rogamos a vocês que não se deixem abalar nem alarmar tão facilmente, quer por profecia, quer por palavra, quer por carta supostamente vinda de nós, como se o dia do Senhor já tivesse chegado”.


“Então será revelado o perverso, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e destruirá pela manifestação de sua vinda”.


A Escritura revela que os cristãos terão alívio e os ímpios serão punidos na segunda vinda de Cristo (2 Ts. 1.6-10).


“É justo da parte de Deus retribuir com tribulação aos que lhes causam tribulação, e dar alívio a vocês, que estão sendo atribulados, e a nós também. Isso acontecerá quando o Senhor Jesus for revelado lá dos céus, com os seus anjos poderosos, em meio a chamas flamejantes. Ele punirá os que não conhecem a Deus e os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus. Eles sofrerão a pena de destruição eterna, a separação da presença do Senhor e da majestade do seu poder. Isso acontecerá no dia em que ele vier para ser glorificado em seus santos e admirado em todos os que creram, inclusive vocês que creram em nosso testemunho”.


A Escritura apresenta todos eventos que ocorrerão antes da segunda vinda de Cristo (Mt.24.3-30).


“3Tendo Jesus se assentado no monte das Oliveiras, os discípulos dirigiram-se a ele em particular e disseram: “Dize-nos, quando acontecerão essas coisas? E qual será o sinal da tua vinda e do fim dos tempos?”

4Jesus respondeu: “Cuidado, que ninguém os engane. 5Pois muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Eu sou o Cristo!’ e enganarão a muitos. 6Vocês ouvirão falar de guerras e rumores de guerras, mas não tenham medo. É necessário que tais coisas aconteçam, mas ainda não é o fim. 7Nação se levantará contra nação, e reino contra reino. Haverá fomes e terremotos em vários lugares. 8Tudo isso será o início das dores.

9“Então eles os entregarão para serem perseguidos e condenados à morte, e vocês serão odiados por todas as nações por minha causa. 10Naquele tempo, muitos ficarão escandalizados, trairão e odiarão uns aos outros, 11e numerosos falsos profetas surgirão e enganarão a muitos. 12Devido ao aumento da maldade, o amor de muitos esfriará, 13mas aquele que perseverar até o fim será salvo. 14E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim.

15“Assim, quando vocês virem ‘o sacrilégio terrível’, do qual falou o profeta Daniel, no Lugar Santo—quem lê, entenda— 16então, os que estiverem na Judeia fujam para os montes. 17Quem estiver no telhado de sua casa não desça para tirar dela coisa alguma. 18Quem estiver no campo não volte para pegar seu manto. 19Como serão terríveis aqueles dias para as grávidas e para as que estiverem amamentando! 20Orem para que a fuga de vocês não aconteça no inverno nem no sábado. 21Porque haverá então grande tribulação, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem jamais haverá. 22Se aqueles dias não fossem abreviados, ninguém sobreviveria; mas, por causa dos eleitos, aqueles dias serão abreviados. 23Se, então, alguém disser: ‘Vejam, aqui está o Cristo!’ ou: ‘Ali está ele!’, não acreditem. 24Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão grandes sinais e maravilhas para, se possível, enganar até os eleitos. 25Vejam que eu os avisei antecipadamente.

26“Assim, se alguém disser: ‘Ele está lá, no deserto!’, não saiam; ou: ‘Ali está ele, dentro da casa!’, não acreditem. 27Porque assim como o relâmpago sai do Oriente e se mostra no Ocidente, assim será a vinda do Filho do homem. 28Onde houver um cadáver, aí se ajuntarão os abutres.

29“Imediatamente após a tribulação daqueles dias ‘o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz; as estrelas cairão do céu, e os poderes celestes serão abalados’.

30“Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as nações da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com poder e grande glória. 31E ele enviará os seus anjos com grande som de trombeta, e estes reunirão os seus eleitos dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus.”.


Todos os eventos apresentados no texto acima ocorrerão antes da vinda de Cristo, e não depois.


Quais serão os sinais que precederão a segunda vinda de Cristo?

Estes são os sinais que surgirão antes da segunda vinda de Cristo:


Os falsos cristos (Mt. 24.4,5,24).


“Jesus respondeu: “Cuidado, que ninguém os engane. Pois muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Eu sou o Cristo!’ e enganarão a muitos”.


“Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão grandes sinais e maravilhas para, se possível, enganar até os eleitos”.


A guerra e os conflitos entre as nações (Mt.24.6-8).


“Vocês ouvirão falar de guerras e rumores de guerras, mas não tenham medo. É necessário que tais coisas aconteçam, mas ainda não é o fim. Nação se levantará contra nação, e reino contra reino. Haverá fomes e terremotos em vários lugares. Tudo isso será o início das dores”.


As tragédias (Mt. 24.7; Lc. 21.11).


“Nação se levantará contra nação, e reino contra reino. Haverá fomes e terremotos em vários lugares”.


"Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em vários lugares e acontecimentos terríveis e grandes sinais provenientes do céu”.


As perseguições contra os cristãos (Mt. 24.9).


“Então eles os entregarão para serem perseguidos e condenados à morte, e vocês serão odiados por todas as nações por minha causa”.


Os falsos profetas, ou seja, o surgimento de seitas heréticas (Mt. 24.11,24).


“e numerosos falsos profetas surgirão e enganarão a muitos”. (Mt. 24.11).


“Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão grandes sinais e maravilhas para, se possível, enganar até os eleitos”. (Mt. 24.24).


A apostasia (2 Ts. 2.3; 1 Tm. 4.1).


“Não deixem que ninguém os engane de modo algum. Antes daquele dia virá a apostasia e, então, será revelado o homem do pecado, o filho da perdição”. (2 Ts. 2.3).


"Espírito diz claramente que nos últimos tempos alguns abandonarão a fé e seguirão espíritos enganadores e doutrinas de demônios". (1 Tm. 4.1).


A evangelização mundial (Mt. 24.14).


“E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim”.


A grande tribulação (Mt. 24.21,22).


Porque haverá então grande tribulação, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem jamais haverá. Se aqueles dias não fossem abreviados, ninguém sobreviveria; mas, por causa dos eleitos, aqueles dias serão abreviados”.


Os cristãos passarão pela grande tribulação?

De acordo com a Escritura, sim.

A Palavra de Deus nos revela que:


Os dias da grande tribulação serão abreviados por causa dos eleitos (Mt. 24.22).


"Se aqueles dias não fossem abreviados, ninguém sobreviveria; mas, por causa dos eleitos, aqueles dias serão abreviados".


Os eleitos serão reunidos quando Cristo voltar, o que nos faz entender que passarão pela grande tribulação uma vez esta ocorrerá antes da volta de Cristo (Mt. 24.31).


"E ele enviará os seus anjos com grande som de trombeta, e estes reunirão os seus eleitos dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus".


Os eleitos deverão erguer a cabeça quando começar a grande tribulação por saber que a redenção está próxima (Lc. 21.28).


"Quando começarem a acontecer estas coisas, levantem-se e ergam a cabeça, porque estará próxima a redenção de vocês".


Os cristãos que passaram pela grande tribulação estarão diante do trono de Deus e o servirão dia e noite no santuário (Ap. 7.13-15).


"Então um dos anciãos me perguntou: “Quem são estes que estão vestidos de branco e de onde vieram?”

Respondi: Senhor, tu o sabes.

E ele disse: 'Estes são os que vieram da grande tribulação, que lavaram as suas vestes e as alvejaram no sangue do Cordeiro. 15Por isso, eles estão diante do trono de Deus

e o servem dia e noite em seu santuário; e aquele que está assentado no trono estenderá sobre eles o seu tabernáculo'".


Fica claro, portanto, que os cristão passarão pela grande tribulação.


Vejamos os outros sinais que precederão a segunda vinda de Cristo.


Os fenômenos nos céus (Mt. 24.29; Lc. 21.11,25,26).


“Imediatamente após a tribulação daqueles dias ‘o sol escurecerá,

e a lua não dará a sua luz; as estrelas cairão do céu, e os poderes celestes serão abalados'”. (Mt. 24.29).


“Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em vários lugares e acontecimentos terríveis e grandes sinais provenientes do céu”. (Lc. 21.11).


Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações estarão em angústia e perplexidade com o bramido e a agitação do mar. Os homens desmaiarão de terror, apreensivos com o que estará sobrevindo ao mundo; e os poderes celestes serão abalados”. (Lc. 21.25,26).


A conversão dos eleitos ou do remanescente de Israel (Zc. 12.10; 13.1; 2Co 3.15,16; Rm 11.25-29).


"E derramarei sobre a família de Davi e sobre os habitantes de Jerusalém um espírito de ação de graças e de súplicas. Olharão para mim, aquele a quem traspassaram, e chorarão por ele como quem chora a perda de um filho único e se lamentarão amargamente por ele como quem lamenta a perda do filho mais velho". (Zc. 12.10).


"Naquele dia, uma fonte jorrará para os descendentes de Davi e para os habitantes de Jerusalém, para purificá-los do pecado e da impureza". (Zc. 13.1).


"De fato, até o dia de hoje, quando Moisés é lido, um véu cobre os seus corações. Mas, quando alguém se converte ao Senhor, o véu é retirado". (2 Co. 3.15,16).


"Irmãos, não quero que ignorem este mistério, para que não se tornem presunçosos: Israel experimentou um endurecimento em parte, até que chegue a plenitude dos gentios. E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: “Virá de Sião o redentor

que desviará de Jacó a impiedade. E esta é a minha aliança com eles quando eu remover os seus pecados”. Quanto ao evangelho, eles são inimigos por causa de vocês; mas, quanto à eleição, são amados por causa dos patriarcas, pois os dons e o chamado de Deus são irrevogáveis. (Rm. 11.25-29).


O surgimento do anticristo (2 Ts. 2.3-11).


“Não deixem que ninguém os engane de modo algum. Antes daquele dia virá a apostasia e, então, será revelado o homem do pecado, o filho da perdição. Este se opõe e se exalta acima de tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, chegando até a assentar-se no santuário de Deus, proclamando que ele mesmo é Deus.

Não se lembram de que, quando eu ainda estava com vocês, costumava falar essas coisas? E agora vocês sabem o que o está detendo, para que ele seja revelado no seu devido tempo. A verdade é que o mistério da iniquidade já está em ação, restando apenas que seja afastado aquele que agora o detém. Então será revelado o perverso, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e destruirá pela manifestação de sua vinda. A vinda desse perverso é segundo a ação de Satanás, com todo o poder, com sinais e com maravilhas enganadoras. Ele fará uso de todas as formas de engano da injustiça para os que estão perecendo, porquanto rejeitaram o amor à verdade que os poderia salvar. Por essa razão Deus lhes envia um poder sedutor, a fim de que creiam na mentira e sejam condenados todos os que não creram na verdade, mas tiveram prazer na injustiça”.


Quando será o dia da segunda vinda de Cristo?

A Escritura nos revela que:

O dia da segunda vinda de Cristo só é conhecido por Deus (Mt. 24.36).

“Quanto ao dia e à hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho , senão somente o Pai". O dia da segunda vinda de Cristo ocorrerá no fim do mundo.

Pelos seguintes motivos:

Os discípulos ligaram a vinda de Cristo com o fim do mundo na pergunta que fizeram (Mt. 24.3). "Tendo Jesus se assentado no monte das Oliveiras, os discípulos dirigiram-se a ele em particular e disseram: 'Dize-nos, quando acontecerão essas coisas? E qual será o sinal da tua vinda e do fim dos tempos?'" Jesus respondeu apresentando os dois fatos em sincronia. Jesus revelou que o mundo terá o seu fim na sua segunda vinda.


Imediatamente após a tribulação daqueles dias ‘o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz; as estrelas cairão do céu, e os poderes celestes serão abalados’ . Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as nações da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com poder e grande glória. E ele enviará os seus anjos com grande som de trombeta, e estes reunirão os seus eleitos dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus". (Mt. 24.29-31).

Jesus revelou aos seus discípulos que no dia da sua segunda vinda será o fim do mundo como foi nos dia de Noé quando veio o Dilúvio.

"Como foi nos dias de Noé, assim também será na vinda do Filho do homem. Pois nos dias anteriores ao Dilúvio, o povo vivia comendo e bebendo, casando-se e dando-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca; e eles nada perceberam, até que veio o Dilúvio e os levou a todos. Assim acontecerá na vinda do Filho do homem. (Mt. 24.37-39).

Jesus revelou na parábola do joio e do trigo que o fim do mundo será no dia do julgamento, no dia que será separado o trigo e o joio. Sabemos por outros textos da Escritura que esta separação ocorrerá na sua segunda vinda.

"e o inimigo que o semeia é o Diabo. A colheita é o fim desta era, e os encarregados da colheita são anjos. “Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim também acontecerá no fim desta era". (Mt. 13.39,40).

Paulo revelou aos coríntios que na segunda vinda de Cristo os cristãos que morreram ressuscitarão e o mundo terá o seu fim.

"Pois, da mesma forma que em Adão todos morrem, em Cristo todos serão vivificados. Mas cada um por sua vez: Cristo, o primeiro; depois, quando ele vier, os que lhe pertencem. Então virá o fim, quando ele entregar o Reino a Deus, o Pai, depois de ter destruído todo domínio, toda autoridade e todo poder. ( 1 Co. 15:22-24).

Pedro ensinou que no dia que o Senhor vier repentinamente ocorrerá o fim do mundo.

"O dia do Senhor, porém, virá como ladrão. Os céus desaparecerão com um grande estrondo, os elementos serão desfeitos pelo calor, e a terra, e tudo o que nela há, será desnudada". (2 Pe 3:10).


Logo, ninguém sabe quando será a segunda vinda de Cristo.


O que sabemos é que a segunda vinda de Cristo será no dia do fim do mundo.


O que ocorrerá na segunda vinda de Cristo?

Na segunda vinda de Cristo:


Os eleitos serão reunidos para estar com Cristo (Mt. 24.30,31).


“Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as nações da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com poder e grande glória. E ele enviará os seus anjos com grande som de trombeta, e estes reunirão os seus eleitos dos quatro ventos , de uma a outra extremidade dos céus”.


Os cristãos que morrerão ressuscitarão (1 Ts. 4.16; 1 Co. 15.21-23).


“Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá do céu, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro”. (1 Ts. 4.16).


“Visto que a morte veio por meio de um só homem, também a ressurreição dos mortos veio por meio de um só homem. Pois da mesma forma como em Adão todos morrem, em Cristo todos serão vivificados. Mas cada um por sua vez: Cristo, o primeiro; depois, quando ele vier, os que lhe pertencem ”. (1 Co. 15.21-23).


Os cristãos serão arrebatados (1 Ts. 4.17).


“Depois disso, os que estivermos vivos seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens , para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre”.


Os incrédulos serão punidos e os cristãos serão aliviados (2 Ts. 1.6-10).


"É justo da parte de Deus retribuir com tribulação aos que lhes causam tribulação, e dar alívio a vocês, que estão sendo atribulados, e a nós também. Isso acontecerá quando o Senhor Jesus for revelado lá do céu, com os seus anjos poderosos, em meio a chamas flamejantes. Ele punirá os que não conhecem a Deus e os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus. Eles sofrerão a pena de destruição eterna, a separação da presença do Senhor e da majestade do seu poder. Isso acontecerá no dia, em que ele vier para ser glorificado em seus santos e admirado em todos os que creram, inclusive vocês que creram em nosso testemunho".


O anticristo será morto por Cristo (2 Ts. 2.8).


"Então será revelado o perverso , a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e destruirá pela manifestação de sua vinda".


O fim do mundo (1 Co. 15.23,24).


"Mas cada um por sua vez: Cristo, o primeiro; depois, quando ele vier, os que lhe pertencem. Então virá o fim , quando ele entregar o Reino a Deus, o Pai, depois de ter destruído todo domínio, autoridade e poder".


O julgamento do mundo (Mt. 25.31-34,41,46; 2 Tm. 4.1).


"Quando o Filho do homem vier em sua glória , com todos os anjos, assentar-se-á em seu trono na glória celestial. Todas as nações serão reunidas diante dele, e ele separará umas das outras como o pastor separa as ovelhas dos bodes. E colocará as ovelhas à sua direita e os bodes à sua esquerda. Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: 'Venham, benditos de meu Pai! Recebam como herança o Reino que lhes foi preparado desde a criação do mundo'" . (Mt. 25.31-34).


"Então ele dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Malditos, apartem-se de mim para o fogo eterno , preparado para o diabo e os seus anjos'". (Mt. 25.41).


"E estes irão para o castigo eterno , mas os justos para a vida eterna". (Mt. 25.46)


"Na presença de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar os vivos e os mortos por sua manifestação e por seu Reino, eu o exorto solenemente". (2 Tm. 4.1).


Como será a segunda vinda de Cristo?

A segunda vinda de Cristo será visível.


Cristo virá fisicamente (At. 1.9-11; Hb. 9.28; Mt. 24.30; Ap. 1.7).


"Tendo dito isso, foi elevado às alturas enquanto eles olhavam , e uma nuvem o encobriu da vista deles. E eles ficaram com os olhos fixos no céu enquanto ele subia . De repente surgiram diante deles dois homens vestidos de branco, que lhes disseram: "Galileus, por que vocês estão olhando para o céu? Este mesmo Jesus, que dentre vocês foi elevado ao céu, voltará da mesma forma como o viram subir ". (At. 1.9-11).


"assim também Cristo foi oferecido em sacrifício uma única vez, para tirar os pecados de muitos; e aparecerá segunda vez , não para tirar o pecado, mas para trazer salvação aos que o aguardam". (Hb. 9.28).


"Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as nações da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com poder e grande glória". (Mt. 24.30).


"Eis que ele vem com as nuvens, e todo olho o verá , até mesmo aqueles que o traspassaram; e todos os povos da terra se lamentarão por causa dele. Assim será! Amém". (Ap. 1.7).


A segunda vinda de Cristo será repentina.


Cristo virá de surpresa (1 Ts. 5.1-3).


"Irmãos, quanto aos tempos e épocas, não precisamos escrever-lhes, pois vocês mesmos sabem perfeitamente que o dia do Senhor virá como ladrão à noite. Quando disserem: "Paz e segurança", então, de repente, a destruição virá sobre eles , como dores à mulher grávida; e de modo nenhum escaparão".


Cristo virá inesperadamente (Ap. 16.15).


"Eis que venho como ladrão! Feliz aquele que permanece vigilante e conserva consigo as suas vestes, para que não ande nu e não seja vista a sua vergonha".


A segunda vinda de Cristo será gloriosa.


Cristo virá sobre as nuvens (Mt. 24.30).


"Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as nações da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com poder e grande glória.


Cristo virá com o anúncio do arcanjo e o ressoar da trombeta (1 Ts. 4.16).


Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá do céu, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro.


Cristo virá com a sua escolta angelical (2 Ts. 1.6,7).


É justo da parte de Deus retribuir com tribulação aos que lhes causam tribulação, e dar alívio a vocês, que estão sendo atribulados, e a nós também. Isso acontecerá quando o Senhor Jesus for revelado lá do céu, com os seus anjos poderosos, em meio a chamas flamejantes .


Cristo virá acompanhado dos seus santos (1 Ts. 3.12,13).


"Que o Senhor faça crescer e transbordar o amor que vocês têm uns para com os outros e para com todos, a exemplo do nosso amor por vocês. Que ele fortaleça os seus corações para serem irrepreensíveis em santidade diante de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus com todos os seus santos.


A segunda vinda de Cristo será triunfal.


Cristo virá triunfante sobre todas as forças do mal (1 Co. 15.23-25).


"Mas cada um por sua vez: Cristo, o primeiro; depois, quando ele vier, os que lhe pertencem. Então virá o fim, quando ele entregar o Reino a Deus, o Pai, depois de ter destruído todo domínio, autoridade e poder. Pois é necessário que ele reine até que todos os seus inimigos sejam postos debaixo de seus pés".


Cristo virá exaltado (Ap. 19.11-16).


"Vi o céu aberto e diante de mim um cavalo branco, cujo cavaleiro se chama Fiel e Verdadeiro. Ele julga e guerreia com justiça. Seus olhos são como chamas de fogo, e em sua cabeça há muitas coroas e um nome que só ele conhece, e ninguém mais. Está vestido com um manto tingido de sangue , e o seu nome é Palavra de Deus. Os exércitos do céu o seguiam, vestidos de linho fino, branco e puro, e montados em cavalos brancos. De sua boca sai uma espada afiada, com a qual ferirá as nações. 'Ele as governará com cetro de ferro'. Ele pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus todo-poderoso. Em seu manto e em sua coxa está escrito este nome: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES".


38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page